segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Conclusão



Collor, como todo presidente que veio logo após o fim da ditadura, buscava ser o herói que o Brasil precisava para livrá-lo daquelas lembranças e levar o país em direção a uma democracia mais completa e justa. Ele entrou no poder com o apoio de quase todos os setores importantes da economia e da imprensa, que temiam um presidente sindicalista-Lula. Com seus discursos moralistas e físico atlético, Collor foi conquistando a população que, depois de um segundo turno disputadíssimo, o elegeu para presidente.
Seu mandato foi uma mancha na história do país. Seus planos econômicos deram errado e deixaram o Brasil em uma situação, se possível, ainda pior. Seu governo é lembrado até hoje por conter um dos maiores escândalos de corrupção da história, que apesar de quase vinte anos depois, ainda não foi completamente esclarecido. O movimento para tirá-lo do poder, conhecido por “Caras Pintadas” reuniu milhares de estudantes e, sem fazer usos da violência, conseguiu incentivar sua remoção do governo brasileiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário